PROJETO TALES: TECNOLOGIA ASSISTIVA DE LEITURA PARA SURDOS

José Mario De Martino
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação

Paula Dornhofer Paro Costa
Universidade Estadual de Campinas

Alguns dos principais obstáculos enfrentados por surdos em seu processo educacional são o reduzido número de professores bilíngues Português-Libras, a falta de intérpretes nas salas de aula e a escassez de materiais didáticos apropriados para o aluno surdo. Tais obstáculos se tornam ainda mais importantes conforme o surdo avança nos anos escolares. Dificuldades enfrentadas na alfabetização em uma segunda língua, o português, reduzem significativamente o acesso dos surdos ao conhecimento em disciplinas como biologia, química e física, impactando diretamente nas suas oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional. O projeto TALES (Tecnologia Assistiva de Leitura para Surdos) tem como objetivo colocar a tecnologia de avatares a serviço de surdos, intérpretes e professores bilíngues nos processos de ensino e aprendizagem de crianças e jovens surdos. A ferramenta computacional desenvolvida no contexto do projeto TALES permite que o usuário selecione frases ou parágrafos de um livro digital e visualize a tradução do texto em Libras, sinalizada por uma personagem virtual, ou avatar, de aspecto humano e realista. Se comparado a outros avatares sinalizadores em Libras, o principal diferencial da abordagem proposta pelo TALES é a preocupação com o desenvolvimento de um algoritmo de tradução que respeite a gramática e os aspectos sócio-linguísticos e culturais de Libras. Para alcançar este objetivo, o projeto conta com uma equipe multidisciplinar de surdos, intérpretes, educadores, linguistas, engenheiros e cientistas da computação. Além disso, o projeto busca constantemente o contato com membros da comunidade surda de diferentes regiões brasileiras. O projeto envolve a colaboração da Universidade de Campinas (Unicamp), por intermédio do Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação “Prof. Dr. Gabriel O. S. Porto” da Faculdade de Ciências Médicas (CEPRE/FCM), a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) e o Instituto de Estudos da Linguagem (IEL); a Universidade Federal de Alagoas (UFAL); a Universidade Federal do Espírito Santos (UFES); e o Centro de Tecnologia da Informação “Renato Archer” (CTI). Os resultados do projeto TALES até o momento incluem o desenvolvimento de um sistema piloto de tradução de um livro didático de 3° ano do Ensino Fundamental I, da disciplina de ciências, e a criação de um corpus linguístico em Libras utilizando a tecnologia de captura de movimento. Ao propor a tradução de um livro de ciências, o projeto esbarrou na dificuldade de encontrar sinais documentados em Libras para termos frequentemente empregados no ensino desta disciplina, tais como “aerodinâmica” e “anatomia”. Por este motivo, o projeto TALES também desenvolveu uma metodologia de pesquisa de glossários de termos científicos e, por meio da intensa interação com a comunidade surda, vem catalisando a criação e documentação de novos sinais. Os próximos desafios do projeto TALES incluem a modelagem realista de sinais não-manuais expressos pela face e a avaliação da inteligibilidade do avatar.

Palavras-chave: Tradução Português para Língua Brasileira de Sinais; Material Didático para Surdos; Avatar Sinalizador