PRODUÇÕES CINEMATOGRÁFICAS EM FORMATO ACESSÍVEL: O QUE ENCONTRAMOS?

Tiago Coimbra Nogueira
Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Uma proposta de investigação sugere, a descoberta de novos territórios – neste caso o das traduções de obras cinematográficas para a Libras, campo novo e em expansão. Nos últimos anos, houve um crescimento de trabalhos de tradução para a Língua Brasileira de Sinais- Libras, incentivada principalmente pelas políticas de acessibilidade adotas para inclusão de pessoas Surdas, destacamos recentemente a lei 13.146 (LBI) que garante produções em formato acessível. Diante disso, faremos uma apresentação de que modo essa legislação pode ser implantada, analisando traduções realizadas para a Libras de produções cinematográficas. Essas traduções, além de cumprir uma necessidade legal, tem o interesse de ampliar o acesso à cultura para os usuários da Libras. Assim, a proposta é: investigar as diferentes traduções que foram realizadas de obras cinematográficas, e os espaços em que essas traduções estão circulando. Com o objetivo de identificar, quais foram as estratégias utilizadas na produção dessas traduções, visto que os tradutores tiveram que lidar com um texto multimodal (Albres, 2015, 2016) e como essa característica, influenciou na tradução proposta. Assim, pretendemos pontuar aspectos relacionados a complexidade discursiva, os elementos multimodais, além dos aspectos técnicos necessários na transferência de significados de um código linguísticos oral-auditivo para um espaço-visual. Para tanto, a proposta está filiada ao campo dos Estudos da Tradução, mais especificamente da Tradução Intersemiótica. Para isso, utilizamos inicialmente traduções publicadas pela produtora “Filmes que voam”. Desse modo, espera-se dar visibilidade a essas traduções e seus tradutores, pensando em uma norma surda de tradução, conforme Stone (2009) e contribuir com a divulgação e análise das produções cinematográficas traduzidas para a comunidade surda brasileira, bem como aprofundar o conhecimento sobre como essas traduções podem ser realizadas.

Palavras-chave: Produções cinematográficas – Filmes acessíveis – Legislação sobre Libras.