GLOSSÁRIO TERMINOLÓGICO DA PSICOLOGIA EM LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS – LIBRAS

Francielle Cantarelli Martins

Marianne Rossi Stumpf
Universidade Federal de Santa Catarina

Nesse trabalho apresento resultados parciais da pesquisa de doutorado em andamento sobre terminologia da área de Psicologia em Libras, na qual estudo as suas terminologias específicas, bem como elas são sinalizadas. Esta pesquisa se justifica pela falta de terminologias científicas em Libras, o que interfere na negociação de sentidos e  dos conceitos por docentes, acadêmicos e intérpretes de Libras. Sinais-termos na área da Psicologia são utilizados no Brasil e esta pesquisa se dedica a coletar e registrar os sinais-termos da área técnico científica da Psicologia. O objetivo geral desta pesquisa é documentar os sinais-termos em Libras da área da Psicologia, sinais-termos usados pelos psicólogos surdos, para aumentar a representatividade termo dos sinais de uso comum entre psicólogos na próxima edição do Glossário de Libras. Dentre os objetivos específicos, destacam-se: Analisar pesquisas sobre glossários e terminologias e histórico dos registros lexicográficos e terminológicos impressos e digitais de Libras; recolher e registrar termos já existentes ou inexistentes em Libras; analisar o processo de validação dos sinais-termos; descrever condições paramétricas dos sinais-termos aceitos; organizar e registrar os sinais-termos aceitos nas fichas terminológicas e disponibilizar um banco de sinais terminológicos que possa vir a auxiliar os acadêmicos, tradutores/intérpretes e docentes de Libras. O estudo em curso tem como base a metodologia para elaboração dicionários e glossários de Faulstich (1995). A pesquisa segue a abordagem da Terminologia e, como procedimento: a) reconhecimento e identificação do público-alvo; b) coleta e organização dos dados; c) ficha terminológica; d) organização do glossário; e e) teste de fiabilidade ou teste de validade. Como parte do método, primeira etapa, abrimos os critérios, buscamos três informantes que são psicólogos surdos que têm experiências como terapeutas, atendem pacientes surdos, cada um morando em estados diferentes e tempo de formação (entre 5 a 30 anos de formação). Durante a segunda etapa, selecionamos 100 termos em português que são muitos utilizados em aulas, palestras, situações do cotidiano da área de psicologia. Os informantes, então, enviaram vídeos contendo os sinais dos termos que enviamos e que eles conheciam. Durante a terceira etapa, coletamos 181 sinais-termos através de informantes e registramos nas fichas lexicográficas. Durante a quarta etapa, após a coleta dos dados e dos registros das fichas, abrimos critérios para juízes que validam os sinais-termos recebidos pelos informantes: Um juiz que é tradutor-interprete de Libras, tem experiência como tradutor na área de psicologia e outro juiz que é docente universitário de Libras e leciona Libras para o curso de psicologia. Criamos formulário e questionários para validar com dois juízes, eles analisam e validam os sinais-termos através formulários, isso é um processo de validação pelos juízes que convivem na comunidade surda e ainda têm experiências da área especialidade. Durante a última etapa, foi iniciado o processo de gravação em Libras com a equipe da Universidade Federal de Santa Catarina. Finalizada a gravação e edição, o material será postado no sistema Glossário em Libras. Nós concluímos que é importante ter juízes específicos e envolvidos com a área de especialidade e que também convivam com a comunidade surda, já que, neste momento, o Brasil não tem um grupo possa avaliar os novos sinaistermos, ou seja, avaliar a criação de neologismo. Este registro apoiará a divulgação dos sinais, bem como contribuirá para o acesso e facilidade da comunicação das pessoas que precisam utilizar a Libras no contato com os profissionais da área. No mesmo sentido, facilitará a comunicação dos profissionais que precisam se comunicar com os surdos.

Palavras-chave: Glossário Terminológico –  Psicologia – Libras